Dia da Felicidade: O que é felicidade? Para os filósofos, tem mais a ver com o “dar” do que com o “ter”

A felicidade foi incluída como uma meta universal, mas como vivê-la no dia a dia?

felicidade

O International Day of Happiness (Dia Internacional da Felicidade) é comemorado em 20 de março em todo o mundo. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), buscando gerar uma reflexão sobre o reconhecimento da felicidade e do bem-estar como metas universais na vida das pessoas e, inclusive, nas políticas públicas.

O que o ser humano busca? Felicidade. E o que é felicidade? Pensadores de todas as eras buscaram responder e experimentar esta expressão que segue além do tempo e espaço. Cabia na China milenar, na Roma antiga e cabe, hoje em dia, em qualquer parte do mundo.

“Platão já dizia que o esvaziamento das palavras gera o maior dano que possa acontecer, que é a impossibilidade da transmissão do conhecimento. Na origem (epistemologia) da palavra felicidade, seja no latim ou no protoindo-europeu, temos indícios de o conceito ter mais conexão com o ´dar´ do que com o ´ter´”, comenta em uma de suas palestras a prof.ª Lúcia Helena Galvão, professora da Nova Acrópole, organização de Filosofia, Cultura e Voluntariado.  

Professora Lúcia Helena Galvão
Professora Lúcia Helena Galvão (Foto: divulgação)

Ela reflete que grandes personalidades da História foram importantes pelo que deram e não pelo que tinham de bens materiais. Por exemplo Epíteto, grego que foi escravo (135 d.C) e dizia que “a felicidade é um verbo, é um desempenho contínuo, dinâmico e permanente de atos de valor”. Ou também Sri Ram, indiano de origem brâmane (1973) que deixou ensinamentos práticos para ser feliz, como a liberdade de se desapegar do passado e da ansiedade do amanhã, vivendo o presente com mais profundidade e altruísmo, “pois amar é dar de si mesmo, e dar de si mesmo consiste na experiência da felicidade, e a felicidade consiste na plenitude da vida”.

Na visão destes e de vários outros filósofos, a filosofia tem um papel fundamental de nos ajudar a viver melhor.

Felicidade, para eles, tem relação com a identidade de sermos humanos, expressão diferente de estados emocionais como a alegria, que pode ser intensa mas é passageira. A felicidade não passa da mesma forma, pois estaria atrelada a valores humanos, tais quais o conhecimento de si mesmo, a serenidade interior, a capacidade de manter pureza de ideias e sentimentos, a liberdade do pensar, a responsabilidade, a bondade.

felicidade
Felicidade (Foto: divulgação)
  • Quer saber mais sobre o que pensam os filósofos clássicos sobre a Felicidade?

    Então aproveite este dia para assistir a alguma palestra ou ouvir a um podcast sobre o tema, levando estas reflexões de forma prática para seu dia a dia.

Há centenas de palestras gratuitas no canal do YouTube @NovaAcropoleBrasil e no podcast em plataformas como o Spotify. A Nova Acrópole também possui uma plataforma de streaming com conteúdos exclusivos disponíveis ao público: https://acropoleplay.com/

Mais informações: http://www.acropole.org.br

Fonte: Nova Acrópole

Compartilhe:

Você também vai curtir

Whatsapp do GURU

Acompanhe as novidades mais quentes do Guru direto no seu celular.

Clique Aqui