Cuiabá 300: 5 praças para saber mais e se apaixonar

Praça Alencastro

Cuiabá tem 66 praças, dividas em 14 bairros, apenas no perímetro da Avenida Miguel Sutil, segundo informações da Prefeitura da Cuiabá. São espaços que abrigam sonhos, esperanças, lembranças e que são marcos da história da Capital. A primeira praça da cidade tem 136 anos, a Alencastro, e durante muitos anos foi o centro da vida social em Cuiabá, onde as famílias tradicionais se encontravam, iam à igreja e participavam de eventos sociais. E o Guru da Cidade preparou uma lista com histórias e curiosidades de praças que você não pode deixar de conhecer. Confira!

1 –  Praça da Mandioca

A praça em si é pequena, mas traz muitos significados. O nome real é Praça Dona Bem Bem, mas antes disso já foi Conde Azambuja – que hoje nomeia uma praça no Jardim Araçá. Em 1991 a Prefeitura decidiu homenagear Constança Figueiredo Palma, mais conhecida como Dona Bem Bem, mãe do ex-prefeito da Capital, Rodrigues Palma. Esquecida durante muitos anos e conhecida como lugar perigoso, nos últimos anos teve a reputação revitalizada com a instalação de bares e pubs, que trouxeram a população de volta à região.

Serviço:

Rua Pedro Celestino, s/n, Centro Norte, Cuiabá.

Praça da Mandioca
Praça da Mandioca

2 – Praça das Bandeiras

Uma das praças mais novas de Cuiabá, a Praça das Bandeiras foi construída em 2005 em homenagem aos 115 anos do símbolo oficial mato-grossense mais antigo, a bandeira. São 14,7 mil metros quadrados, com 38 mastros que se revezam a cada 30 dias, simbolizando diferentes momentos da história do estado. Projetada pelo arquiteto Ademar Poppi, tem passeio público e espelho d’água com cascata de cinco metros de altura.

Serviço:

Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4115, Centro Político Administrativo, Cuiabá.

Praça das Bandeiras
Praça das Bandeiras

3 – Praça Alencastro

Inaugurada em 1882, a praça foi conhecida durante as primeiras décadas como Jardim Público, por ser o local onde as famílias se reuniam para conversar no final da tarde. O nome oficial da Praça, Coronel José Maria de Alencastro, é uma homenagem ao presidente da Província de Mato Grosso na época. Construída no coração da cidade, a praça foi revitalizada e entregue à população no ano passado e recebeu pisos antiderrapantes e rampas de acessibilidade.

Serviço:

Praça Alencastro, nº 158, Centro, Cuiabá.

Praça Alencastro
Praça Alencastro

4 – Praça Bispo Bom José

Antigo Largo da Conceição, a Praça Bispo Dom José surgiu a partir de um chafariz instalado para abastecer de água a população cuiabana. O homenageado que deu o nome à praça, foi Dom José Antônio dos Reis, primeiro bispo de Cuiabá, que durante durante a “Rusga” em 1834 saiu às ruas de crucifixo na mão tentando acalmar os ânimos da população contra os portugueses. Muitos anos depois, a praça abrigaria o terminal de transporte urbano, que foi desativado em 2005, quando o local voltou a ser uma praça.

Serviço:

Avenida Tenente Coronel Duarte, s/n, Centro, Cuiabá.

Praça Bispo Dom José
Praça Bispo Dom José

5 – Praça Rachid Jaudy

No início do século 20, Cuiabá era abastecida por poos e em pleno centro da cidade existia um muito famoso, conhecido como “Cacimba do Soldado”, porque era onde os soldados do Exército paravam para se refrescar e beber água. Inicialmente chamada de praça Santa Rita, a praça mudou de nome em 1973 para homeagear o comerciante José Rachid Jaudy, que morava na região. Com a revitalização do local, que re

Praça Rachid Jaudy
Praça Rachid Jaudy

cebeu uma viola de cocho de concreto gigante, o local passou a ser ponto de referência para os turistas.

Serviço:

Avenida Isaac Póvoas, s/n, Centro Norte, Cuiabá.

Praça Rachid Jaudy
Compartilhe:

Você também vai curtir

Whatsapp do GURU

Acompanhe as novidades mais quentes do Guru direto no seu celular.

Clique Aqui