Alerta: 7 dicas para não cair em um relacionamento abusivo

Relacionamento abusivo - Foto: Finanças Femininas

Por Guru da Cidade

Você já deve ouvido falar em relacionamento abusivo, mas nem sempre quem vive esse tipo de relacionamento consegue identificar a situação. Para você ter uma ideia, em 2018 42% das mulheres entre 16 e 24 anos sofreram algum tipo de violência, segundo uma pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Com a ajuda da cartilha Namoro Legal, do Ministério Público de São Paulo, separamos algumas dicas para te ajudar a identificar um relacionamento abusivo (e se livrar dele!).

1) Confie na atitude, não nas palavras

Foto: Notícias ao Minuto

Antes de mergulhar de cabeça em um relacionamento, é importante descobrir com quem você está. Não adianta fazer declarações de amor, mas ter explosões de raiva ou ser autoritário. É preciso estar atento (meninos e meninas tá) para perceber quem a pessoa é de verdade. As atitudes mostram isso. E também é importante saber separar críticas construtivas de críticas constantes e apenas para inferiorizar o outro.

2) Seu espaço é só seu

Um relacionamento não pode entrar no seu espaço, físico e mental, e fazer você virar outra pessoa. Não abandone o que te faz feliz como seus amigos, família, ir ao seu lugar favorito, curtir um hobby. Pense em você e faça coisas que te façam feliz sem o crush.

3) O “Código da Boa Namorada”

Foto: Anything Pawsable

Você já ouviu falar no bom namorado ou da boa namorada? É porque ele não existe. Em um relacionamento você não é obrigado a seguir uma lista de comportamentos permitidos e proibidos. Respeite seus limites e aprenda a dizer não. E também não permita que a pessoa te trate como bobo, te envergonhe ou tenha atitudes ofensivas. Obs: é diferente falar que você fica melhor com tal roupa e falar para trocar a roupa porque está muito curta/vulgar, etc. #ficadica

4) A Chave da sua Vida

Em um relacionamento saudável, cada um mantem a chave da sua vida em seu próprio bolso, ou seja, não deixe nas mãos do outro as decisões sobre a sua vida (mas vale pedir opinião e ajuda). Não deixe a pessoa decidir com quem você sai, seu futuro profissional, etc.

5) Não vá morar na Lua

Cabeça avoada – Foto: Medium

Se apaixonar é ótimo, mas não deixe que esse sentimento te deixe no mundo da lua e te afaste das pessoas que se importam com você. Família e amigos são a sua arma secreta para as situações difíceis. Vocês podem brigar, discordar, mas eles sempre estarão ali para te ouvir e ajudar. Equilibre a sua vida pessoal e o namoro. O crush não é o centro do universo. Ah, e não deixe a pessoa decidir com quem você fala/sai/tem amizade.

6) Saia dessa montanha russa de emoções

Um dia o crush é um amor, no outro explode e te trata mal. Depois se arrepende e pede desculpas. Altos e baixos só são divertidos no parque de diversões. Um relacionamento saudável não te deixa triste com frequência. Fique alerta quando o parceiro te deixa insegura, te sufoca, vigia, tem muito ciúme, cria confusão, etc. Outro sinal de alerta é quando as pessoas dizem (com aquele tom de preocupação) que você está muito diferente depois que começou a namorar. E o  mais importante: se você sente medo da pessoa com que se relaciona (independente do sexo), esse é o alerta máximo para sair dessa. Você em primeiro lugar sempre.

7) Fera não vira príncipe com o “seu amor”

A Bela e a Fera

Sempre ensinam (principalmente para as meninas) que com o amor é possível mudar tudo, inclusive a pessoa amada. Fuja disso! Não há amor capaz de mudar um padrão de comportamento que está naturalizado na pessoa. Um alerta extra: fuja de crushs esquentadinhos, que ofendem, xingam, explodem, seguram pelo braço, ameaçam. E não se engane com o dia seguinte, porque toda fera, depois que ataca, vira um gatinho e pede perdão. Não se iluda com isso, porque a cada ataque a fera fica mais forte e violenta.

Compartilhe:

Você também vai curtir

Whatsapp do GURU

Acompanhe as novidades mais quentes do Guru direto no seu celular.

Clique Aqui