fbpx

Notícias

7 coisas que ninguém te contou sobre o pequi

Pequi – Foto Paulo Haran

Por Guru da Cidade

Amado por uns e odiado por outros, o pequi é um dos ingredientes mais marcantes da culinária mato-grossense. Típico do Cerrado Brasileiro, seu consumo também é apreciado em Goiás, Minas Gerais e Tocantins. Se você não conhece muito sobre o pequi, o Guru da Cidade te conta 7 curiosidades sobre esse alimento peculiar.

1) O pequi

Pequi
Pequi

Fruto do pequizeiro, árvore tradicional do Cerrado, o pequi é rico em vitaminas A, C e E, além de ter fibras e ser ótimo para diminuir os índices de colesterol ruim. O óleo da castanha do pequi (sim existe castanha embaixo dos espinhos) pode ser usado no tratamento de doenças respiratórias e também na produção de cosméticos.

2) Nome

Espinhos do pequi - Foto: Adriano Vilhena Cozinha Contemporânea
Espinhos do pequi – Foto: Adriano Vilhena Cozinha Contemporânea

O nome da fruta vem do tupi-guarani. “Py” significa pele e “qui” espinhos, ou seja, pele com espinhos.

3) Pequizeiro

Pequizeiro - Foto: Midia Max
Pequizeiro – Foto: Midia Max

A abundância desse tipo de árvore deu nome a cidade de Pequizeiro, em Tocantins, que todos os anos realiza a festa do pequi, com direito a concurso de arroz com pequi.

4) Viagra Natural

Comer pequi - Foto: Senhora Mesa
Comer pequi – Foto: Senhora Mesa

Reza a lenda que o pequi seria o “Viagra” do Sertão e ajudou muitos casais a terem filhos.

5) Receitas

Hambúrguer com pequi - Foto: Comer Rezando
Hambúrguer com pequi – Foto: Comer Rezando

Engana-se quem pensa que o pequi só pode ser usado em pratos tradicionais com arroz ou frango. A criatividade não tem limites e já foram criadas receitas como hambúrgur de pequi, brigadeiro de pequi, empanados (similares aos nuggets), picolé de pequi e até arroz doce com pequi.

6) Árvore

Pequizeiro - Foto: Árvores do Bioma Cerrado
Pequizeiro – Foto: Árvores do Bioma Cerrado

O pequizeiro chega até 10 metros de altura e possui um tronco com casca áspera e rugosa. Antes dos frutos, nos meses de setembro a dezembro aparecem as grandes flores amarelas, que possuem uma beleza sem igual. As folhas podem ser usadas para tingir tecidos e a casca também é utilizada como carvão.

7) Espinhos

Castanha de pequi - Foto: Neide Rigo
Castanha de pequi – Foto: Neide Rigo

Uma das dificuldades para se comer esse fruto são os espinhos, mas pesquisadores já criaram uma planta que produz pequis sem espinhos, porém, essa versão ainda é pouco comum por causa do custo para o plantio.