fbpx

Notícias

Turismo em MT: 5 lugares para visitar na próxima viagem

Dolina Milagrosa – Foto: Cáceres Notícias

Por Guru da Cidade

Em 09 de maio de 1748, o rei D. João V criou a capitania de Mato Grosso e deu mais independência ao território que antes fazia parte do território de São Paulo. Quase 300 anos depois, Mato Grosso cresceu, se transformou em potência econômica e é cheio de destinos para viagens. Na dica de hoje, em comemoração ao aniversário de Mato Grosso, preparamos uma lista com 5 lugares, que se você ainda não conhece, deveria planejar uma visita nas próximas férias.

1) Dolina Milagrosa – Cáceres

Dolina Milagrosa - Foto: Cáceres Notícias
Dolina Milagrosa – Foto: Cáceres Notícias

Localizado a 25 quilômetros do Centro de Cáceres está uma gruta com 200 metros de altura e profundidade desconhecida (sim, é muito fundo mesmo). A Dolina Milagrosa, com suas águas azuis e esverdeadas (depende da época do ano), fica em uma fazenda particular, mas é aberta à visitação. Reza a lenda que na época da escravidão, os escravos fugidos chegavam ali, lavavam seus machucados e eram curados milagrosamente.

Mais informações pelo (65) 99902-8010 ou no @milagrosaagua

2) Praia da Arara – Pontal do Araguaia

Praia das Araras - Foto: Água Boa News
Praia das Araras – Foto: Água Boa News

Areia branca, calma e muito espaço para tomar sol ou se refrescar. Pode até parecer que se está perto do mar, mas a Praia da Arara está localizada em pleno Mato Grosso. Maior extensão de areia utilizável do Médio Araguaia, o local é conhecido como Praia da Família, por ser um local tranquilo e ótimo para o banho. A Praia fica a 8 quilômetros do centro de Pontal do Araguaia (518 km de Cuiabá) e também é utilizada como área de camping para os mais aventureiros.

3) Caverna Aroe Jari – Chapada dos Guimarães

Caverna Aroe Jari - Foto: Tupy or Not Tupy
Caverna Aroe Jari – Foto: Tupy or Not Tupy

Se você tem fôlego para uma trilha, essa é uma boa opção. Para chegar à Caverna Aroe Jari e preciso andar cerca de 6 quilômetros, mas o resultado compensa: são 1,5 quilômetros de extensão que formam a maior caverna de arenito do Brasil. Para explorar devidamente a caverna, é preciso utilizar lanternas, porque há apenas uma entrada de luz.

O passeio só pode ser feito com guia de turismo e sair por valores a partir de R$ 170 (com direito a almoço). Um das opções de visitação é a agência Adrenalina MT.

4) Ilha do Papagaio – Sapezal

Ilha do Papagaio - Divulgação
Ilha do Papagaio – Divulgação

Apesar de fazer parte do município de Sapezal (473 km da Capital), a Ilha do Papagaio, também conhecida como Ilha do Polanski, é um paraíso a 120 quilômetros da cidade mais próxima. Essa ilha fluvial é formada pelo encontro dos rios Papagaio e Buriti e possui uma pequena pousada com estrutura para aqueles que gostam da pesca esportiva, além de poder usar a área aberta para acampar. Com muita área verde e tranquilidade, o local é perfeito para se desligar do mundo (até porque não pega sinal de celular).

Mais informações sobre hospedagem no @ilhadoriopapagaio

5) Comunidade de Mata Cavalo – Nossa Senhora do Livramento

Mata Cavalo - Foto: Mato Grosso Criativo
Mata Cavalo – Foto: Mato Grosso Criativo

Para entender um pouco mais da cultura de Mato Grosso, uma dica é conhecer a comunidade quilombola de Mata Cavalo, no município de Nossa Senhora do Livramento (42 km de Cuiabá). São cerca de 500 famílias, que mantém as tradições dos antepassados, como o artesanato de bonecas de palha, as danças típicas e a culinária, que utiliza os ingredientes plantados em hortas caseiras.