fbpx

Notícias

Férias: Alta Floresta em 5 dicas imperdíveis

Pescaria Rio Teles Pires – YouTube

Por Thalyta Amaral

A 792 quilômetros de Cuiabá, no portal para a Amazônia, está localizado o município de Alta Floresta, que também tem amostras do Cerrado, ou seja, um lugar com uma riqueza de fauna e flora incontáveis. É possível chegar lá de avião – a cidade tem um pequeno aeroporto com um voo diário –, o que contribuiu para que Alta Floresta se tornasse um polo de pesca amadora e profissional não só de Mato Grosso, mas do país. Quer conhecer Alta Floresta e não sabe por onde começar? Anote as nossas dicas e já pode preparar a viagem.

1) Parque Estadual Cristalino

Parque Estadual do Cristalino - Edson Grandisoli
Parque Estadual do Cristalino – Edson Grandisoli

Na divisa com o Pará, o Parque Estadual Cristalino é um diamante bruto a ser explorado. Criado em 2001, são 184 mil hectares com registros de mais de 500 espécies de aves (50 endêmicas), 43 de répteis, 16 de peixes, 29 anfíbios e 36 de mamíferos. Por lá, dá para fazer trilha, mas sempre com acompanhamento de guia profissional, navegar pelos rios, fazer observação de pássaros e muito mais.

Serviço:

O acesso ao parque pode ser feito por via terrestre, com entrada principal pela estrada Quarta Leste, mas também existe a opção de seguir pela rodovia Primeira Leste e segue paralela ao limite entre os estados de Mato Grosso e Pará, em território paraense, mas o acesso é controlado pelas fazendas locais. Outra opção é ir por via fluvial a partir do rio Teles Pires, onde há vários locais propícios para o lançamento de pequenas embarcações, até a foz do rio Cristalino, que atravessa o Parque e é navegável em toda a sua extensão.

2) Orquídeas da Amazônia

Orquídeas da Amazônia - Divulgação
Orquídeas da Amazônia – Divulgação

Se você ama flores e plantas, vai adorar o Orquídeas da Amazônia, um viveiro com mais de 20 mil m² cuidado pela bióloga Apolônia Grade. A visita é gratuita e dá para conhecer as mais de cinco mil espécies disponíveis que incluem orquídeas, bromélias, helicônias, cactos e antúrios. É uma viagem super colorida e cheirosa, que vale a pena fazer.

Serviço:

O Orquídeas da Amazônia está localizado na Avenida Jaime Veríssimo de Campos, 904-E, em Alta Floresta. Mais informações pelo (66) 3521-4060.

3) Museu de História Natural

Museu de História Natural - Cine Mastodonte
Museu de História Natural – Cine Mastodonte

Sim, Alta Floresta também preserva a história e a cultura, através do Museu de História Natural, que é um projeto de pesquisa e extensão da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). No acervo, fósseis, utensílios de pedra, fotos, objetos do começo da urbanização da região, artefatos indígenas, esqueletos e animais empalhados. Um passeio pela história em aproximadamente 2 mil m2.

Serviço:

Avenida Ariosto da Riva, 3075, Centro, Alta Floresta

4) Casa do Artesão

Casa do Artesão
Casa do Artesão

Se você quer conhecer um pouco do artesanato de Alta Floresta, não pode deixar de ir à Casa do Artesão. São vários produtores locais que expõem no mesmo local com peças para todos os estilos e gostos. Por lá você encontra luminárias feitas com cachos de coqueiros, biojóias, quadros, esculturas de madeira e muito mais.

Serviço:

Praça Cívica, Centro, Alta Floresta. Mais informações pelo (66) 3521-9207.

5) Pescaria

Pescaria Rio Teles Pires - YouTube
Pescaria Rio Teles Pires – YouTube

Um dos atrativos de Alta Floresta, fora do período proibitivo, é claro, são as pousadas que oferecem entre os seus pacotes  a pescaria esportiva. A ideia é passar horas na tranquilidade dos rios da Amazônia pescando espécies como Piraíbas, Jaús, Pirararas, Cacharas e Matrinxãs. Turistas do Brasil inteiro vão para o município para esse tipo de atividade, que rende boas fotos e muitos momentos de diversão. Entre as pousadas que oferecem esse tipo de serviço estão a Portal da Amazônia, Juruena e Mantega.