5 curiosidades sobre a seleção brasileira que ninguém te contou

selecao brasileira

Nesta sexta-feira (06.07) o Brasil entra em campo nas quartas de final para fazer bonito (assim esperamos) de novo. Mais do que saber sobre quantidade de gols e esquema tático, separamos para você uma pequena, mas especial, lista com cinco curiosidades sobre alguns jogadores da seleção canarinho. Dá uma espiadinha!

1 – Neymar Jr.

Neymar, atacante que nasceu em Mogi das Cruzes (e não no Santos) é um dos três jogadores brasileiros que virou personagem de gibi. Antes dele apenas Pelé e Ronaldinho Gaúcho tiveram essa honra pelas mãos do cartunista Maurício de Souza.

2 – Alisson

No início da carreira, o goleiro Alisson foi reserva do próprio irmão, Muriel, que hoje joga em Portugal. Ele só jogou como titular quando o irmão se lesionou.

3 – A Praça é Nossa

O programa favorito do lateral Danilo Luis é “A Praça é Nossa”, do SBT.

4 – Casemiro ou Casimiro

Carlos Henrique Casimiro (com i), mais conhecido como Casemiro (com e) adotou uma grafia diferente do nome original porque erraram a grafia do sobrenome em uma camisa e, por superstição, nunca mais mudou.

5 – Meu ídolo

Philippe Coutinho já disse que seu maior ídolo no futebol é Ronaldinho Gaúcho.

Curiosidade extra

Tite não se chamava Tite: Adenor Leonardo Bachi, mais conhecido como Tite, tinha o apelido de Ade, quando era jogador amador aos 14 anos. Em um jogo entre escolas, a equipe rival era treinada por Luiz Felipe Scolari (sim, o Felipão), que ficou sabendo de um meia habilidoso que jogava no time do então Colégio Estadual do Guarani, que fazia uma dupla com um colega Tite (Emílio) e Ade (Adenor). Felipão se confundiu com os apelidos da dupla e apresentou Adenor aos dirigentes do Caxias como Tite, onde o apelido pegou e foi o início da carreira profissional do hoje técnico da seleção brasileira.

Compartilhe:

Você também vai curtir

Whatsapp do GURU

Acompanhe as novidades mais quentes do Guru direto no seu celular.

Clique Aqui