Do drama à ação: 10 melhores filmes originais Netflix

Homem

Além de oferecer acesso a filmes já conhecidos do público em outras plataformas, a Netflix também investe em produções cinematográficas originais. Abaixo você confere uma lista com dez filmes exclusivos do serviço de streaming que todo usuário deveria assistir. Os títulos são de diferentes gêneros, do drama à ação. Entre eles, destacam-se “Okja” (2017), do diretor Joon-ho Bong, que é considerado um dos melhores filmes de 2017; o impressionante “Beasts of No Nation” (2015), de Cary Fukunaga; e os filmes inspirados nos contos de Stephen king: “Jogo Perigoso” (2017), de Mike Flanagan; e “1922” (2017), de Zak Hilditch.

Okja (2017), Joon-ho Bong

A CEO de uma poderosa empresa informa ao mundo que uma nova espécie animal foi descoberta no Chile, o “super porco”. Para apresentá-lo ao mundo, a empresa envia 26 dos animais para diferentes países, onde devem permanecer por 10 anos. Quando o fim do período se aproxima, a jovem Mija, que convive com Okja, o super porco criada pelo avô, decide lutar para ficar ao lado do animal.


Beasts of No Nation (2015), Cary Fukunaga

Agu é uma criança que sofre com as consequências da guerra civil da África do Sul. Depois que seu pai é morto por militares, ele é obrigado a se tornar um soldado, abandonando a família para lutar no conflito. Para se transformar em um combatente, ele é instruído por um comandante, que o ensina as cruéis regras da disputa armada.


Já Não me Sinto em casa Neste Mundo (2017), Macon Blair

Distribuído pela Netflix, o filme policial marca a estreia do diretor Macon Blair. Ele conta a história de Ruth, que passa a viver com o propósito de rastrear ladrões depois de ter seu computador e os talheres de prata que herdou da avó roubados. Para isso, ela conta com a ajuda de seu vizinho detestável, Tony. Porém, a dupla logo percebe que está se envolvendo com algo muito pior do que imagina.


Jogo Perigoso (2017), Mike Flanagan

Para tentar salvar o casamento, Jessie e o marido Gerald viajam para uma casa de campo, onde planejam um fim de semana romântico. Gerald, no entanto, tem planos mais apimentados em mente e decide realizar um jogo sexual com a mulher. Ele algema os dois pulsos de Jessie na cama, mas as coisas acabam saindo do controle e o que deveria ser apenas uma aventura se transforma em uma luta por sobrevivência.


1922 (2017), Zak Hilditch

Divulgação
Divulgação

Adaptado dos contos de Stephen King, o filme de horror dirigido por Zak Hilditch narra a história de Wilfred James, um pacato fazendeiro com graves problemas financeiros. Para acabar de vez com as dívidas, ele planeja o assassinato da própria esposa, a inocente Arlette. No entanto, para que o plano dê certo, ele precisa convencer o filho, Henry, a ajudá-lo, ceifando a vida da própria mãe.


A 13ª Emenda (2016), Ava DuVernay

O documentário aborda a criação do mito do homem negro perigoso, e o encarceramento em massa da população afro-americana nos Estados Unidos ao longo da história. O ponto de partida da discussão é a décima terceira emenda à Constituição do país, que proíbe escravidão — ao menos nos antigos moldes em que ela ocorria.


Jadotville (2016), Richie Smyth

O filme de ação é baseado no evento conhecido como “cerco de Jadotville”, ocorrido em setembro de 1961, durante a intervenção das Nações Unidas na Crise do Congo, África Central. À ocasião, tropas irlandesas foram cercadas por soldados da Frente Nacional de Libertação do Congo na cidade de Jadotville e, em seguida, abandonados por seus superiores.


Amizades Improváveis (2016), Rob Burnett

Depois de uma tragédia pessoal, o escritor Ben decide se tornar cuidador. O seu primeiro cliente na nova profissão é Trevor, um jovem de 18 anos que sofre de distrofia muscular. Juntos eles iniciam uma viagem pelos lugares que Trevor sonhava em conhecer. No caminho a dupla conhece a jovem Dot e a futura mãe Peaches, que decidem acompanhá-los na viagem.


ARQ (2016), Tony Elliott

O filme é ambientado no futuro, quando o petróleo se extinguiu completamente. Com a humanidade em guerra, grupos iniciam uma caçada por uma nova tecnologia, conhecida como ARQ, que fornece energia ilimitada e pode ser a solução para os conflitos armados. O problema é que essa tecnologia causa um efeito colateral inimaginável.


Spectral (2016), Nic Mathieu

Outra aposta da Netflix no gênero ação foi o filme “Spectral”. A trama é ambientada em uma cidade europeia, atingida por uma misteriosa força sobrenatural destruidora. Para tentar detê-la, um engenheiro decide reunir uma equipe de combate. No entanto, a tarefa pode ser mais difícil do que eles poderiam imaginar.

Compartilhe:

Você também vai curtir

Whatsapp do GURU

Acompanhe as novidades mais quentes do Guru direto no seu celular.

Clique Aqui