Máscaras faciais não substituem o distanciamento social. Saiba por quê

Siga estes conselhos de especialistas sobre medidas de proteção para você adotar durante a pandemia.

mascaras

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, em algumas cidades o uso de máscara já é obrigatório. E muitas pessoas em todo o País vêm fazendo máscaras caseiras de pano, quando não conseguem comprar máscaras prontas.

Mas os médicos querem que você saiba que o uso de qualquer tipo de máscara, quer seja comprada ou feita em casa, não constitui uma desculpa para ignorar as medidas de distanciamento social.

“O uso de máscara não substitui o distanciamento social – ou seja, manter distância de pelo menos 2 metros de outras pessoas”, disse Peter Gulick, especialista em doenças infecto-contagiosas e professor de medicina na Michigan State University.PUBLICIDADE 

Ele explicou que máscaras caseiras podem ser úteis em lugares como supermercados e farmácias, onde nem sempre é possível garantir que seja respeitada a distância mínima de 2 metros entre pessoas. Mas ponderou que essas máscaras não devem ser vistas como substitutas da regra do distanciamento. “Não se deve usar máscara e achar que com isso é permissível chegar mais perto de outras pessoas”, ressaltou Gulick.

Veja o porquê e entenda por que as duas medidas são necessárias para reduzir a propagação do vírus.

O objetivo da máscara é não deixar que outras pessoas contraiam os seus germes

Recomendações divulgadas pela OMS (Organização Mundial de Saúde) no início da epidemia de coronavírus diziam que as pessoas não precisavam usar máscara, salvo se estivessem doentes. Se elas tivessem o vírus, a máscara as impediria de disseminar germes ou o coronavírus a outras pessoas.

Hoje essa regra vale mesmo que você não tenha sintomas de doença. Os especialistas descobriram que muitas pessoas contaminadas com o coronavírus são assintomáticas. Algumas pesquisas chegam a sugerir que até 50% das pessoas que têm o coronavírus não manifestam sintomas.

Diante disso, foi sugerido que todos devemos nos comportar como se já tivéssemos o vírus. Ao cobrir o rosto em público, você ajuda outras pessoas a se proteger de qualquer vírus ou germe do qual você possa ser portador. Portanto, trata-se mais de proteger as outras pessoas do que você mesmo se resguardar.

Sua máscara talvez não barre o vírus completamente

Usar máscara caseira é melhor do que não usar máscara. Mas a máscara não constitui garantia total de proteção, especialmente se for uma máscara caseira.

“As evidências sobre a proteção garantida por bandanas e máscaras de pano caseiras são inconclusivas”, disse Lili Barsky, provedora de atendimento de emergência na região de Los Angeles.

Ela explicou também que as máscaras não protegem nossos olhos, outro meio potencial de transmissão do vírus. “Acredita-se que as partículas do coronavírus sejam pequenas o suficiente para passar por essas máscaras ou ficar retidas no tecido. Mesmo as máscaras aprovadas para uso médico não protegem 100%”, ela disse.

Gary Slutkin, ex-chefe de desenvolvimento de intervenções na OMS, concorda que as máscaras não constituem uma proteção absoluta. “Elas deixam passar ar pelas laterais. São difíceis de usar corretamente. Se a outra pessoa estiver muito perto, o vírus ainda pode ser transmitido para você pelo ar”, ele disse.

Portanto, não espere que as máscaras sejam a solução definitiva. Mas elas podem complementar outras medidas que você toma para proteger sua saúde, explicou Aime Ferraro, especialista em epidemiologia e membro sênior do corpo docente principal do programa de mestrado em saúde pública da Walden University.

Ferraro disse que na maioria dos casos o coronavírus se propaga pelas gotículas respiratórias maiores, que podem ser bloqueadas pelo menos parcialmente pelo uso de algum tipo de máscara que cubra a boca e o nariz.

“E, com as doenças infecciosas, temos o conceito da redução de danos: a redução da dose de um patógeno proporciona a seu corpo mais tempo para desenvolver uma imunidade efetiva”, ela acrescentou. As máscaras faciais oferecem uma maneira de reduzir a “dose” de coronavírus que é transmitida.

“Qualquer coisa é melhor do que nada para reduzir nosso risco de contaminação pelo coronavírus”, disse Ferraro.

Cobrir o rosto com máscara não representa um passe livre para a proximidade física com outras pessoas

Se você quiser reduzir ao máximo o risco do coronavírus para você mesmo e sua comunidade, precisa observar o distanciamento social. O uso de máscaras e outras medidas de proteção não substitui a distância essencial que é preciso manter de outras pessoas, disse Philip Robinson, diretor de prevenção de infecções no Hoag Memorial Hospital Presbyterian, em Newport Beach, Califórnia.

“Cada pessoa que pratica o autoisolamento reduz dramaticamente suas chances de contaminar outras pessoas”, disse Robinson, acrescentando que em um prazo de 30 dias, um único indivíduo que não pratica o isolamento social corre o risco de contaminar centenas de outras pessoas.

“Ao reduzir seu contato físico com outros em 75%, o risco de contaminação de outros por esse indivíduo cai para 2,5 pessoas”, ele comentou.

Em última análise, “a máscara pode ajudar a reduzir a propagação do vírus, mas usar máscara não garante nossa proteção por completo”, concluiu David Fein, fundador e diretor médico do Princeton Longevity Center.

O distanciamento social, somado a medidas de segurança como o uso de máscaras, é a única maneira pela qual podemos realmente desacelerar a propagação do vírus neste momento.

Os cientistas ainda estão no processo de descobrir mais sobre o novo coronavírus. As informações contidas nesta reportagem são o que se sabia ou estava disponível quando o texto foi publicado, mas as orientações sobre a covid-19 podem mudar à medida que os cientistas vão sabendo mais sobre o vírus. Procure as recomendações mais atualizadas no site do Ministério da Saúde e acompanhe a cobertura do HuffPost Brasil para mais informações.

Crédito: * Este texto foi publicado originalmente no HuffPost US e traduzido do inglês.

Compartilhe:

Você também vai curtir

Whatsapp do GURU

Acompanhe as novidades mais quentes do Guru direto no seu celular.

Clique Aqui